• Paulo Alvim

Pensando o roteiro da sua apresentação de impacto

Atualizado: Jan 12

Uma apresentação se define em duas etapas: o que quero falar e como quero falar para o meu público. Definir isso requer um trabalho prévio. Por isso, antes de abrir o seu software de apresentação pense em como contar a sua história de forma organizada, didática e, principalmente, memorável.


O PRIMEIRO PASSO É ORGANIZAR AS INFORMAÇÕES

O primeiro desafio enfrentando por quem vai montar uma apresentação é organizar tudo que deverá constar tanto na fala quanto nos slides. Uma boa dica é listar todos os assuntos que você precisa compartilhar e organizá-los em tópicos. Elegendo alguns assuntos macros, fica mais fácil identificar as informações que se encaixam em de cada um deles.


Por exemplo, em uma apresentação na qual o apresentador tem como objetivo mostrar os resultados empresariais de um ano e projetar as metas para o ano seguinte, de forma simples, poderíamos dividir assim:


Tópico 1: Introdução

O momento em que o apresentador coloca todos no mesmo ponto de partida, gera expectativas e começa a despertar a empatia com o público.


Tópico 2: Números 2019 da Empresa

Metas propostas, números conquistados, destaques do ano


Tópico 3: Metas 2020 para a Empresa

Sonhos, metas sugeridas e o que todos ganham caso os objetivos sejam alcançados


Tópico 4: Fechamento e convite à ação

Aqui, criamos expectativa, estimulamos e encorajamos o público a tomar uma atitude, ou seja, se debruçar nos desafios para que o ano seja um sucesso.


EM TODA APRESENTAÇÃO MORA UM DISCURSO.

Após organizar tudo o que você precisa apresentar é preciso criar uma narrativa, ou seja, pensar em como você vai contar tudo aquilo. Aí, é que vem uma dica poderosa: antes de definir o que deve constar em cada slide, é preciso ter bem claro qual será a sua fala. É a partir dela que você extrai as frases, palavras-chaves e imagina as imagens que ajudarão o seu público a gravar as informações que você deseja compartilhar.


O ROTEIRO NA PRÁTICA

Abra o Word e comece a escrever o seu diálogo com o público. Imagine-se já diante das pessoas que vão escutar você e desenvolva a sua fala. Não precisa ser algo definitivo, o importante é criar o contexto para que você encaixe as informações e construa o seu discurso.


Após ter o seu discurso mais ou menos dentro da organização que você imagine ser a melhor, comece a pincelar as informações que precisam ser enfatizadas, ou seja, números, gráficos e textos que serão aplicadas nos slides. É como se você estivesse preparando o roteiro de um filme, no qual um locutor conta uma história e as cenas dão sustentação visual para o que está sendo falado.


Numa apresentação você é o locutor.

Os slides são as cenas da sua história.


Imagem 1: Screenshot da tela de um roteiro criado no word antes de ser aplicado no slide da apresentação.



Acima, o exemplo do roteiro de um slide de uma apresentação real. Você pode ver que no texto que iria no slide 1 foi aplicada a ideia principal no slide e todo o resto ficou apenas na fala do apresentador. Fica muito mais fácil definir isso quando você prepara o discurso e o roteiro antes de começar a desenvolver o layout da sua apresentação.


SLIDES SÃO O REFORÇO DO QUE VOCÊ DESEJA FALAR.

Lembre-se: os seus slides são um reforço ao que você vai falar. É preciso organizar as ideias, desenvolver o seu discurso e, a partir daí, aplicar as informações que devem aparecer em cada slide, criando uma sequência que facilite o entendimento e mantenha o interesse do público.


1. Organize as informações que deseja compartilhar.

2. Escreva a sua fala

3. Pense nas imagens e no texto que melhor ilustram a sua conversa com o público.


Essas são dicas simples, mas bastante eficientes. Tendo isso em mente fica muito mais fácil elaborar a sua apresentação de impacto.


#apresentaçõesdeimpacto #designdeapresentações #apresentaçãoprofissional #slid


175 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo